O MANUAL DE PORTUGUÊS – CAMINHOS DE INOVAÇÃO – 3
OUTRAS PRÁTICAS DA LEITURA

Inserido em 2010-04-05  |  Adicionar Comentário
O uso de práticas variadas de trabalho de leitura desenvolve o processo de compreensão dos textos. Importa, portanto, que, desde cedo, o professor ultrapasse o patamar básico das perguntas de identificação (quem?; o quê?; onde?; quando?) e desloque o seu trabalho para o desenvolvimento de raciocínios mais complexos, conduzindo os alunos a níveis mais elevados de compreensão e interpretação.

Para o fazer, o professor deverá trabalhar os processos interpretativos inferenciais os quais permitem aos alunos proceder a predições ou previsões, fazer inferências e identificar implícitos, o que, para além de os implicar mais na própria aprendizagem, lhes desenvolve o sentido crítico e as capacidades de reagir e avaliar o que leram.

O novo Programa de Português para o Ensino Básico dá particular relevo a estes processos interpretativos, em particular no 3.º ciclo, chamando explicitamente a atenção para o “trabalho sobre sentidos explícitos, implícitos e indícios” (pág.123).


Em anexo segue um exemplo muito simples que pretende ilustrar o modo como se pode trabalhar com implícitos em frases.

Facultamos também um quadro sobre inferências retirado de Viana, Fernanda Leopoldina, O Ensino da Leitura: a Avaliação, Lisboa, ME/DGIDC, 2009, p. 34.

Partilhe a sua opinião, com base na sua experiência profissional, através do link «COMENTAR».
Bookmark and Share
Concordo com o texto apresentado pela equipa. Não é muito usual a inferência no 3.º ciclo. No entanto, tenho vindo a aprender com minha prática, com a colaboração de trabalho de outros colegas e com a formação do NPPEB a necessidade de mudar e praticar outros exercícios com os alunos. Há muitas estratégias para facilitar o processo de compreensão e o Guião de Implementação do Programa - Leitura, tem ajudado bastante a reflectir nestas mudanças e a partilhar com os colegas a planificação de aulas e realização de actividades neste sentido. Talvez o mais importante seja levar os alunos a saber o propósito ou objectivo da leitura, o tipo de textos que seleccionamos e acrescento ainda as actividades de pré-leitura, leitura e pós-leitura que deverão conduzir o aluno à compreensão do texto que pretendemos trabalhar.Assim, devem ser muito bem planificadas e objectivas.